Barra do PojucaLinha Preta 2 cropped► História

O município foi criado pela Lei Estadual 979, de 29 de julho de 1913, com o território desmembrado de Sant’Ana do Catu. É constituído por dois distritos: Pojuca e Miranga.

O rio Pojuca banha todo o município de oeste para leste, num percurso de 60 quilômetros aproximadamente, e a cidade encontra-se edificada à sua margem esquerda, originando-se daí o seu topônimo. “Pojuca” é um termo de origem tupi que significa “raiz podre”, através da junção de apó (raiz) e îuka (podre).

► Pojuca

Fica situada a 67km (1h e 12 minutos – BR 324 e BR 110 e 1h e 33 minutos – BR 324) da capital baiana, na Região Metropolitana de Salvador. Suas principais rodovias de acesso são: BA-093, BA-504 e BA-507.

Sua temperatura média é de 24,7°C, bastante confortável, principalmente em dias de verão.

As atividades econômicas do município são bastante diversificadas: agricultura, pecuária, extração de petróleo e gás natural, indústrias, comércios e serviços.

  • População: 36 551 habitantes (IBGE).
  • Superfície: A área do município é de 290 km²
  • Localização: Está localizada na Região Metropolitana de Salvador, a 67 km da capital ligada por rodovias asfaltadas.
  • Acidentes geográficos: O município é pouco acidentado, apresentando pequenas elevações ao oeste. Os principais acidentes geográficos são os rios Pojuca, Catu e Quiricó.
  • Clima: É temperado com variações bruscas. Não há posto meteorológico no município. A temperatura média é de 24,7°C, bastante confortável, principalmente nos dias de verão.
  • Limites:
    • Ao norte: Catu e Araçás.
    • Ao sul: Mata de São João
    • A leste: Itanagra
    • A oeste: São Sebastião do Passé

Com o município de Catu – começa no rio Pojuca, na foz do rio Una, por este acima até a foz do riacho Muritiba, pelo qual sobe até sua nascente; daí em reta até a nascente do riacho Caboclo, de onde prossegue em reta até o lugar sapé, à margem do rio Catu, daí ainda em reta até o marco divisório entre as fazendas Angola e Camaçari, à margem do riacho Gameleira, pelo qual desce até sua foz no Quiricozinho, por este acima até a foz do riacho Fortuna.

Com o município de Araçás – começa na foz do riacho Fortuna, no rio Quiricozinho, daí em reta à foz do riacho Cancelão, no rio Quiricó Grande.

Com o município de Itanagra – começa na foz do riacho Cancelão, no rio Quiricó Grande, até a sua foz no rio Pojuca.

Com o município de Mata de São João – começa na foz do rio Quiricó Grande, no rio Pojuca, desce pelo rio Pojuca até a ponte da Estrada de Ferro sobre o mesmo rio.

Com o município de São Sebastião do Passé – começa no cruzamento da Estrada de Ferro sobre o rio Pojuca, na frente da cidade do mesmo nome, subindo o rio Pojuca até a foz do rio Una.

  • Densidade demográfica: 125,99 hab/km²
  • Altitude: 61 368 metros
  • Relevo: planície
  • Vegetação: matas perenes no centro como semidecíduas.
  • Clima: tropical úmido

O território do município é banhado por diversos rios de onde provém a fertilidade de suas terras. A zona central é regada de norte a sul pelos rios Catu e Quiricozinho. Os seus extremos de oeste, leste e sul, pelos rios Una, Quiricó Grande e Pojuca, estabelecendo linhas divisórias com os municípios vizinhos. Não há um só rio navegável. A época de maior intensidade das chuvas é a do inverno, embora se verifiquem chuvas também durante o verão. São raríssimas as secas e estiagens. O rio Pojuca, quando no período de inverno, enche, causando prejuízos à lavoura. O clima é temperado com variações bruscas. Sob o ponto de vista agrológico, predominam as terras arenosas e argilo-silicosas, existindo, entretanto cerca de 30% da sua área total de terras humíferas. Quanto à cor das terras mais características do município, é a amarela, notando-se certa quantidade avermelhada e escura. Dois terços, aproximadamente, da área total são acidentados e situados a oeste, embora não tenha montanhas ou picos que se possa mencionar.

Linha Preta 2 cropped

Barra do Pojuca 1 Linha Preta 2 croppedBarra do Pojuca 2

Linha Preta 2 croppedÉ sempre muito agradável passar esses momentos rodeada de uma natureza que nos faz relaxar e sentir gosto na simplicidade das coisas. Essa posibilidade de ser transportada da cidade grande para o contato com a praia e esse pequeno vilarejo de Barra do Pojuca me renova o espírito. Obrigada a Ana e família por compartilharem seus momentos de lazer e comunhão. Sinto-me feliz por cada instante passado ao lado de vocês. Que Deus continue abençoando a todos com muito amor, paz e felicidade.

 

Zenilda S. Lima.

 

Confira nossas fotos:

Linha Preta 2 cropped

Linha Preta 2 croppedVoltar a página anteriorLogomarca Tonarede fundo branco