* Métro de Paris *

Metrô de ParisLinha Preta 2 croppedMetropolitano de Paris, conhecido localmente por Métropolitain ou pela abreviatura Métro de Paris, é o sistema de metropolitano de Paris e cidades vizinhas. Antigamente, era chamado de Chemin de Fer Métropolitain(“estrada-de-ferro metropolitana”).

O sistema consiste em 16 linhas, identificadas por números de 1 a 14, com duas linhas menores, a 3bis e a 7bis, que se separam das linhas originais 3 e 7, respectivamente. É o quarto maior sistema de metropolitano da Europa Ocidental, após o Metropolitano de Londres, o Metropolitano de Moscou e o Metropolitano de Madrid.

Tem 213 km de linhas, com mais de 300 estações. A distância média entre uma estação e outra é de aproximadamente 300 m[carece de fontes]. A linha 14 do sistema é completamente automática, ou seja, não tem condutor de cabine. Um único preço de passagem é aplicado em todos os horários, com conexões ilimitadas. O único limite é o uso por, no máximo, duas horas[carece de fontes].

Uma segunda rede de linhas expressas regionais, o RER (Réseau Express Régional), complementa a rede original do metrô desde a década de 1960.

  • Arquitetura

Metropolitano no Viaduto de Austerlitz.

Um dos aspectos mais famosos do Metropolitano de Paris são suas entradas em estilo art nouveau de Hector Guimard, que simbolizam Paris, apesar de poucas permanecerem em uso (86 entradas por Guimard ainda existem).

  • História

Linha 1 foi inaugurada em 19 de julho de 1900, após décadas de discussões políticas sobre as rotas e construção. Pequenas seções das linhas 2 e 6 (na época 2) foram completadas no mesmo ano para servir a Feira Mundial.

Paris durante as obras.

As linhas de 1 a 10 foram construídas pela Ville de Paris (Cidade de Paris) e administradas pela CMP (Compagnie du Chemin de Fer Métropolitain de Paris). Acredita-se que o nome do metropolitano parisiense veio da Metropolitan Railway em Londres, que mais tarde tornou-se parte do sistema metropolitano londrino.

Uma segunda empresa, a Nord-Sud, (Société du Chemin de Fer Electrique Nord-Sud de Paris), começou em 1910 e construiu duas linhas nomeadas A e B (agora parte das linhas 12 e 13). A Nord-Sud juntou-se com a CMP em 1930 (a linha 11 e a “primeira linha 14” foram completadas após a fusão). A CMP virou empresa estatal em 1948 e ganhou um novo nome, RATP (Régie Autonome des Transports Parisiens).

Segundo dados de 2007 da RATP, a utilização diária do Metropolitano de Paris cifra-se em 5 milhões de pessoas.

O sistema de transporte por metrô foi bastante reduzido com início da Segunda Guerra Mundial; várias estações foram fechadas e algumas nunca reabertas, dando origem a estações-fantasma.

Fonte: Wipédia

Confira nossas fotos:

Linha Preta 2 cropped

Linha Preta 2 cropped

* Tour Eiffel *

Tour EiffelLinha Preta 2 croppedTorre Eiffel (em francêsTour Eiffel, /tuʀ ɛfɛl/) é uma torre treliça de ferro do século XIX localizada no Champ de Mars, em Paris, que se tornou um ícone mundial da França e uma das estruturas mais reconhecidas no mundo. A Torre Eiffel, que é o edifício mais alto de Paris,1 é o monumento pago mais visitado do mundo, milhões de pessoas sobem à torre cada ano. Nomeada em homenagem ao seu projetista, o engenheiro Gustave Eiffel, foi construída como o arco de entrada da Exposição Universal de 1889. A torre possui 324 metros de altura. Foi a estrutura mais alta do mundo desde a sua conclusão até 1930, quando perdeu o posto para o Chrysler Building, em Nova YorkEstados Unidos. Não incluindo as antenas de transmissão, a Torre é a segunda estrutura mais alta da França, atrás apenas do Viaduto de Millau, concluído em 2004. A torre tem três níveis para os visitantes. Os ingressos podem ser adquiridos nas escadas ou elevadores do primeiro e do segundo nível. A caminhada para o primeiro nível é superior a 300 degraus. O terceiro e mais alto nível só é acessível por elevador. Do primeiro andar vê-se a cidade inteira, tem sanitários e várias lojas e o segundo nível tem um restaurante. A torre tornou-se o símbolo mais proeminente de Paris e da França. A torre é uma parte do cenário caracterizado em dezenas de filmes que se passam em Paris. Seu estatuto de ícone é tão determinado que ainda serve como um símbolo para todo o país, como quando ela foi usada como o logotipo da candidatura francesa para sediar os Jogos Olímpicos de Verão de 1992.

  • História

Caricatura de Gustave Eiffel comparando o tamanho de sua torre ao das Pirâmides do Egito.

 

O governo da França planejou a Exposição Universal de 1889 e anunciou uma competição de design arquitetônico para um monumento que seria construído no Campo de Marte, no centro de Paris. Mais de cem designs foram submetidos ao concurso. O comitê do Centenário escolheu o projeto do engenheiro Gustave Eiffel (1832-1923), de quem herdaria o nome, da torre com uma estrutura metálica que se tornaria, então, a estrutura mais alta do mundo construída pelo homem. Com seus 324 metros de altura, possuía 7 300 toneladas quando foi construída. O projeto da Torre Eiffel foi criado por Maurice Koechlin e Émile Nouguier, dois engenheiros que trabalhavam para a Compagnie des Etablissements Eiffel, após uma discussão sobre a melhor proposta de peça central para a Exposição Universal de 1889, a Feira Mundial, que iria comemorar o centenário da Revolução Francesa. Em maio de 1884, Koechlin, trabalhando em casa, fez um desenho do esboço de seu esquema, descrito por ele como “um grande pilar, composto de quatro vigas-treliçadas verticais se unindo no topo, unidas por treliças metálicas em intervalos regulares “.2 Inicialmente Eiffel não se entusiasmou com a ideia, mas permitiu que o projeto fosse melhor estudado e detalhado. Os dois engenheiros pediram aStephen Sauvestre, chefe do departamento de arquitetura da empresa, que colaborasse com o projeto. Sauvestre adicionou arcos decorativos na base, um pavilhão de vidro no primeiro andar, além de outros itens decorativos. Esta versão melhorada ganhou o apoio de Eiffel e ele comprou os direitos à patente do projeto que Koechlin, Nougier, e Sauvestre haviam conseguido. O projeto foi exibido naFeita de Artes Decorativas no outono de 1884 com o nome da empresa de Eiffel. Em 30 de março de 1885 Eiffel apresentou um artigo com o projeto na Société des Ingiénieurs Civils; depois de discutir os problemas teóricos e ter enfatizado o uso prático da torre, ele terminou sua palestra mencionando que a torre iria simbolizar3

“Não só a arte do engenheiro moderno, mas também o século da Indústria e Ciência em que estamos vivendo, e para o qual foi preparado o caminho pelo grande movimento científico do século XVIII e pela Revolução de 1789, para a qual este monumento será construído como uma expressão de gratidão da França.”

Pouco aconteceu até o início de 1886, quando Jules Grévy foi reeleito como presidente e Édouard Lockroy foi nomeado ministro do Comércio. Um orçamento para a exposição foi aprovado e em 1 de maio Lockroy anunciou uma alteração dos termos do concurso público que estava sendo realizada, optando por uma peça central para a exposição, o que solicitava propostas para uma torre metálica de 300 metros a ser construída no Campo de Marte. 4

Vista do rio Sena com a Ponte Alexandre III ao fundo e a torre à esquerda.

 

No dia 12 de maio uma comissão foi criada para analisar os esquemas de Eiffel e seus competidores e em 12 de junho apresentou a sua decisão: que todas as propostas, exceto a de Eiffel ou eram impraticáveis ​​ou insuficientemente detalhadas. Depois de algum debate sobre o local exato para a torre, um contrato foi finalmente assinado em 8 de janeiro de 1887. Este foi assinado por Eiffel como particular, não como representante de sua empresa, concedendo-lhe 1,5 milhão de francos para os custos de construção: menos de um quarto dos cerca de 6,5 milhões de francos necessários para a construção. Por outro lado Eiffel deveria receber todas as receitas provenientes da exploração comercial da torre durante a exposição e os 20 anos seguintes. Eiffel mais tarde criou uma empresa específica para gerir a torre, colocando ele mesmo a metade do capital necessário.5 Inaugurada em 31 de março de 1889, a Torre Eiffel (pronuncia-se com a sílaba tônica no último “e”, [eifél] e não [êifel]) foi construída para honrar o centenário da Revolução Francesa, foi Construída para ser uma estrutura temporária. Quando o contrato de vinte anos do terreno da Exposição Universal de 1889 expirou, em 1909, a Torre Eiffel quase foi demolida, mas o seu valor como uma antena de transmissão de rádio a salvou. Os últimos vinte metros da torre correspondem à antena de rádio que foi adicionada posteriormente. A torre manteve-se como o monumento mais alto do mundo ao longo de mais de quarenta anos até ser destronada em 1930 pelo o Edifício Chrysler, de Nova Iorque, que tem 329 metros. Ao todo, desde a abertura, já recebeu um total de 244 000 000 de visitantes. Em 2011, teve 7,1 milhões de visitantes e a empresa que gere o monumento (Société d’exploitation de la Tour Eiffel – SETE) registrou um volume de negócios de mais de 73 milhões de euros6 .

Fonte: Wikipédia

Confira nossas fotos:

Linha Preta 2 cropped** Dia 3  ► 1° Visita **

Linha Preta 2 cropped

Linha Preta 2 cropped

** Dia 5 ► 2° Visita **

Linha Preta 2 cropped

Linha Preta 2 cropped

Voltar a página anterior